terça-feira, 19 de junho de 2018

Construções de pau a pique: soluções ecológicas e funcionais


Um belo jardim não precisa significar uma grande quantia de gastos. As construções de pau a pique fazem parte da história da colonização e urbanização brasileira por serem métodos ecológicos, baratos e naturais para o desenvolvimento de paredes e até mesmo moradias. Para lançar mão desta técnica em seu jardim, o segredo é não ter medo de colocar a mão na massa e se sujar. Afinal, será necessário sapatear – e muito!  – sobre a mistura melequenta que será a matéria-prima de sua nova construção paisagística. E aí, está curioso para aprender?
A seguir, acompanhe a receita utilizada pela jornalista e apaixonadas por plantas, Carol Costa, na série Jardim das Ideias – 50 dias de Verde. Vem!
Materiais:
  • 1 receita de cimento ecológico*
  • Galhos e pedras
  • 1 pallet
  • Motosserra STIHL
Como fazer o cimento ecológico:
Materiais:
5 baldes de terra
1 balde de serragem
1 balde de areia
1 copo de leite
Quanto bastar de água
Passo a passo:
Junte a terra, a areia e a serragem sobre um saco plástico. Em seguida, adicione o copo de leite e dê uma suave misturada. Aos poucos, coloque a água e vá mexendo com a ajuda dos pés – nada de ter medo de se sujar, viu?! Crie uma mistura homogênea, consistente e que permita a construção de camadas sobre o pallet.
Como montar a parede:
Posicione o pallet da maneira que você preferir. Use uma ferramenta de corte – como uma motosserra (a utilizada neste episódio foi a STIHL MSA 120 C-BQ, a bateria) – para deixar o pallet do tamanho necessário. Fixe-o com a ajuda de pregos. Preencha o vão interno com os galhos e pedras. Cuide para não deixar um grande espaço. Em seguida, arremesse porções do cimento ecológico para que ele adentre os espaços vazios e forme uma parede consistente. Realize esse procedimento até que todo o pallet esteja coberto.
Faça o acabamento que preferir e aguarde secar.
Gostou da dica? Para deixar o pallet do tamanho que você precisa, conte com a eficiência das motosserras STIHL.

Fonte: Blog Stihl 

Precisou de ferramentas Stihl? #NaKausbenTem

✔️ Rua Sete de Abril, Nº 601 - Petrópolis/RJ
📞 (24) 2231-6644
📱 WhatsApp: (24) 97402-4777

terça-feira, 12 de junho de 2018

Como surgiu o Dia dos Namorados - A História e a Origem do dia dos namorados

História do Dia de São Valentim



O bispo Valentim viveu no Império Romano no século III. Na época, o Império estava envolvido em muitas guerras e poucos se alistavam como soldados para ajudar nas batalhas. O imperador Claudio II pensou que o problema era o fato de ninguém querer abandonar suas esposas, noivas e namoradas para se arriscar numa guerra.

Por isso, o imperador decretou que o casamento foi proibido durante as guerras! Mas o bispo Valentim não conseguiu concordar com isso e se declarou contrário a essa lei e continuou realizando casamentos, apesar da proibição.

Quando a sua prática foi descoberta, ele foi preso e condenado à morte. Durante esse período, muitas pessoas lhe enviavam cartas e flores, contando-lhe que ainda acreditavam no amor e agradecendo pelos seus atos. Foi também na cadeia que ele se apaixonou pela filha de um dos carcereiros, que era cega. Por um milagre, foi ele que restaurou a sua visão. Mas infelizmente a sua condenação à morte impediu que ficassem juntos.

Porém, antes de ser executado, Valentim escreveu um recado de despedida à sua amada que terminava assim: “De seu Valentim”. E, por isso, na cultura norte-americana ser um “Valentine” de alguém no dia 14 de Fevereiro, é o mesmo que ser seu namorado ou namorada
Outra versão diz que no século XVII, ingleses e franceses passaram a celebrar o Dia de São Valentim como a união do Dia dos Namorados. A data foi adotada um século depois nos Estados Unidos, tornando-se o Valantine´s Day. E na Idade Média, dizia-se que o dia 14 de fevereiro era o primeiro dia de acasalamento dos pássaros. Por isso, os namorados da Idade Média usavam esta ocasião para deixar mensagens de amor na soleira da porta da amada.

Outra história do dia dos namorados


Outra versão diz que no século XVII, ingleses e franceses passaram a celebrar o Dia de São Valentim como a união do Dia dos Namorados. A data foi adotada um século depois nos Estados Unidos, tornando-se o Valantine´s Day. E na Idade Média, dizia-se que o dia 14 de fevereiro era o primeiro dia de acasalamento dos pássaros. Por isso, os namorados da Idade Média usavam esta ocasião para deixar mensagens de amor na soleira da porta da amada.

A história do dia nos namorados no Brasil

No Brasil, é comemorado em 12 de junho apartir de 1949, quando o publicitário João Dória trouxe a idéia do exterior e a apresentou aos comerciantes.

Como junho é um mês de vendas baixas, eles decidiram comemorar a data nesse mês e ainda escolheram a véspera de Santo Antônio, o santo casamenteiro como o Dia dos Namorados.

A idéia inicial pode ter sido um tanto quanto interesseira, afinal, escolheram o mês de junho por ser um mês fraco de vendas, no entanto seja qual quer que seja a data que se comemora um namoro, uma paixão, um relacionamento a dois, o importante é o amor e o carinho que são demonstrados, compartilhados e vivenciados por um casal.

Por que Santo Antônio é considerado casamenteiro?





Batizado de Fernando Bulhões, Santo Antônio era um frade franciscano, nascido em 1195, em Portugal, mas viveu durante a maior parte de sua vida em Pádua, na Itália. Apesar de não ter em seus sermões nada específico sobre casamentos, Santo Antônio ficou conhecido como o santo que ajuda mulheres a encontrarem um marido por conta da ajuda que dava a moças humildes para conseguirem um dote e um enxoval para o casamento.

Reza a lenda que, certa vez, em Nápoles, havia uma moça cuja família não podia pagar seu dote para se casar. Desesperada, a jovem – ajoelhada aos pés da imagem de Santo Antônio – pediu com fé a ajuda do Santo que, milagrosamente, lhe entregou um bilhete e disse para procurar um determinado comerciante. O bilhete dizia que o comerciante desse à moça moedas de prata equivalentes ao peso do papel. Obviamente, o homem não se importou, achando que o peso daquele bilhete era insignificante. Mas, para sua surpresa, foram necessários 400 escudos da prata para que a balança atingisse o equilíbrio. Nesse momento, o comerciante se lembrou que outrora havia prometido 400 escudos de prata ao Santo, e nunca havia cumprido a promessa. Santo Antônio haveria fazer a cobrança daquele modo maravilhoso. A jovem moça pôde, assim, casar-se de acordo com o costume da época e, a partir daí, Santo Antônio recebeu – entre outras atribuições – a de “O Santo Casamenteiro”.

Outra história que envolve a fama de Santo Antônio é a de que uma moça muito bonita, que havia perdido as esperanças de arranjar um marido, apegou-se a Santo Antônio. Dizem que a mulher adquiriu uma imagem do santo e colocou-a em um pequeno oratório. Todos os dias, a jovem colhia flores e as oferecia a Santo Antônio sempre pedindo que este lhe trouxesse um marido.

Mas, passaram-se semanas, meses, anos, e nada do noivo aparecer.

Então, tomada pelo desgosto e pela ingratidão do santo, ela atira a imagem pela janela. Neste exato momento, passava um jovem cavalheiro que é atingido pela imagem do Santo. Ele apanha a imagem e vai entregar à jovem, que se apaixona por ele e atribui a sua chegada a fé por Santo Antônio.

A partir daí, as moças solteiras que querem casar começaram a fazer orações pedindo ajuda ao santo e cultuando sua imagem. Entre as simpatias mais populares, acredita-se que as jovens devem comprar uma pequena imagem do Santo e tirar o Menino Jesus do colo, dizendo que só o devolverá quando conseguir encontrar o amor, ou ainda, virar o Santo Antônio de cabeça para baixo.



Fonte: | Esoterikha | Cleofas | Mélius



Precisando de presente para o dia dos namorados? #NaKausbenTem

terça-feira, 5 de junho de 2018

Dicas de presentes para casais que vão morar juntos




O clima de romance toma conta dos corações apaixonados com a proximidade do Dia dos Namorados e pode ser um valioso incentivo para que os casais oficializem a importante decisão de compartilhar o dia a dia sob o mesmo teto. Morar junto não é apenas um passo significativo na história a dois, mas exige uma série de preparativos para tornar a nova rotina mais prática, funcional e prazerosa.

Para ajudar nesse novo desafio, a Masutti Copat reuniu uma série de boas ideias: opções de utilitários para casais que se preparam para morar juntos – e sugestões para quem deseja presentear o lar do casal. Conheça acessórios organizadores que auxiliam a manter a ordem nos principais cômodos, assim os pombinhos começam a nova fase com o pé direito

DORMITÓRIO


Para presentear


O quarto é o ambiente mais íntimo do casal, onde poderão descansar e namorar. Essa atmosfera romântica não pode ser comprometida por causa de bagunça, então a dica é recorrer a soluções práticas e eficientes para manter tudo em seu lugar. Uma dica curinga é reservar um cabideiro de acessórios para cada, assim ele poderá organizar suas gravatas e ela seus lenços, por exemplo, evitando confusão no closet. Ainda pensando na sistematização dos itens dentro do armário, vale apostar em um organizador de bolsas para aproveitar melhor o espaço.


Para comprar junto


Muitas necessidades vão aparecendo no dia a dia compartilhado, como a necessidade de espaço, por exemplo. Por isso, organizadores de gaveta personalizáveis são ótimos para dispor os itens conforme o espaço que eles precisam para serem armazenados. O Organizador Nós, da Masutti Copat, é um acessório que oferece liberdade total para organizar objetos de forma funcional no interior de closets e gavetas de criado-mudo. Se o casal está começando a mobiliar o lar e planeja investir em um projeto completo, vale incluir soluções mais completas para closet e armários, como a praticidade de uma prateleira porta-bolsas com ganchos – facilitando a armazenagem de itens delicados, grandes e pequenos. Cabideiro frontal é outra sugestão para ter no projeto de móveis planejados – perfeito para organizar camisas, calças, paletós e blusas delicadas.


COZINHA

Para presentear

Alguns casais adoram preparar as refeições juntos para curtir o momento a dois e descobrir novos sabores. Presentear com um porta-tampa e talheres é uma ótima opção para facilitar a vida dos chefs apaixonados, evitando sujeiras desnecessárias na bancada da cozinha e possíveis manchas no piso. Para complementar, o suporte para tábuas de corte também otimiza espaço durante o preparo das receitas. Para quem gosta de temperos e utensílios à mostra, nada melhor do que um organizador aéreo.

Existem opções para todos os estilos – os da linha Colors da Masutti Copat, por exemplo, são personalizáveis, garantindo praticidade e beleza em harmonia com o gosto de ambos. E na hora de lavar a louça, um acessório que facilita a vida de ambos: escorredor de louça para bancada com bandeja inox. Casais fitness geralmente incluem variadas frutas e leguminosas na alimentação, mas, na correria do dia a dia, às vezes esquecem de manter a ordem na cozinha. Um recurso que facilita essa tarefa e ainda decora o cômodo é a fruteira – mas não aqueles modelos sem vida. Hoje em dia existem fruteiras com design valorizado, dando um quê todo especial à cozinha.

Para comprar junto


A parte interna das portas de armários é, geralmente, mal explorada. Com acessórios aramados editáveis, o casal consegue ganhar espaço no interior dos móveis e organizar os itens de modo eficiente. A partir da instalação de uma grade para suportes, os moradores podem adicionar itens como organizador de tampas, suporte para azeite, porta-condimentos, ganchos multifuncionais, entre outros. Pensando em um bom projeto de móveis planejados para cozinha, os apaixonados podem incluir acessórios aramados como adega (desde as mais tradicionais até as mais arrojadas), coluna organizadora deslizante, organizador de panelas e lixeira com corrediça.

ÁREA DE SERVIÇO


Para presentear


A divisão de tarefas é uma realidade cada vez mais comum nos lares de casais modernos. Entre os afazeres está a higienização das roupas, um processo que envolve lavar, secar e passar as peças. Mas a parte que mais gera dor de cabeça costuma ser as roupas sujas espalhadas pela casa – problema que pode ser reduzido quando os moradores têm um cesto de roupas, acessório perfeito para depositar os itens antes de serem lavados.

Para comprar junto


Uma versão mais completa do cesto de roupas é a tulha sapateira com forro de tecido removível. Prático e higiênico, esse acessório é ideal para depositar roupas e ainda organizar calçados em uso.









Fonte: Masuti Copat



Precisou de Massuti Copat? #NaKausbenTem

✔️ Rua Sete de Abril, Nº 601 - Petrópolis/RJ
📞 (24) 2231-6644
📱 WhatsApp: (24) 97402-4777

terça-feira, 29 de maio de 2018

Saiba como limpar utensílios de metal



Com o passar do tempo, utensílios e objetos de bronze, inox, alumínio, ferro e cromados começam naturalmente a perder o brilho. Mas não desanime, pois a boa manutenção e higienização desses acessórios garantem vida longa ao brilho e à resistência dos materiais metálicos. Conheça algumas lições sobre como limpar utensílios de metal.

Sempre use tecido macio


A escolha do tecido para higienizar acessórios metálicos é de extrema importância. Para evitar resíduos e arranhões na peça, opte por panos macios, de materiais como algodão ou microfibra – nunca tecidos abrasivos.

É preciso higienizar


Algumas pessoas pensam que polir um objeto metálico é sinônimo de higieniza-lo, mas não é bem assim. O polimento é uma finalização estética, portanto, antes disso é preciso limpar o metal adequadamente – o acúmulo de sujeira pode danificar os metais, criando uma barreira que dificulta resgatar o brilho.

Essa dica vale, principalmente, para acessórios, utensílios e eletrodomésticos que costumam ficar expostos à umidade e gordura, como fornos, fogões, panelas, prateleiras aramadas, aéreos multiuso e objetos decorativos, por exemplo. Para limpar, umedeça um pano macio em água morna e, se for necessário, utilize produtos neutros (detergente de louças, removedor de gorduras, etc.).

Fórmula tradicional


Se você prefere produtos mais práticos e econômicos para realizar a higienização, aposte na tradicional fórmula água + pano + detergente líquido (aquele de lavar louças). Como o ideal é fugir dos produtos abrasivos, essa combinação é bastante eficiente para limpar acessórios metálicos sem danificar ou arranhar o material, mesmo peças cromadas. Se sentir dificuldade para remover completamente os detritos, use uma escova de cerdas macias para chegar aos cantinhos menos acessíveis.

Dica: bicarbonato de sódio é um bom aliada para tirar gordura de panelas e fornos, mas escolha um produto com

Cuidando de acessórios metálicos no dia a dia

Acessórios metálicos são resistentes, funcionais e dão um quê de modernidade a ambientes domésticos e até mesmo corporativos. Suportes para prateleiras, lixeiras e arquivos (no office); prateleiras, gavetas organizadoras, adegas e escorredores de louças (na cozinha); cabideiro, sapateiras e ganchos (no dormitório) tornam o dia a dia das pessoas mais prático. Para manter esses utensílios sempre limpinhos e evitar excesso de resíduos, tenha sempre um pano macio entre os itens de limpeza.







Precisou de Aramados da Masutti Copat? #NaKausbenTem Venha e confora

✔️ Rua Sete de Abril, Nº 601 - Petrópolis/RJ
📞 (24) 2231-6644
📱 WhatsApp: (24) 97402-4777

terça-feira, 22 de maio de 2018

COMO SELECIONAR RODAS E RODÍZIOS

Você tem dúvidas em que rodizio utilizar? Então confira algumas dicas da Schioppa.



O primeiro passo é determinar corretamente a carga sobre cada roda ou rodízio, de acordo com o projeto e as condições de uso do equipamento onde serão montados. Evitar exceder os limites das capacidades de carga dos rodízios e rodas mostradas no catálogo é importante para se conseguir a melhor performance dos produtos. A fórmula abaixo permite calcular a carga sobre cada roda ou rodízio considerando alguns dos fatores mais importantes.





ONDE:
C = Carga por roda ou rodízio (kg)
Pe = Peso do equipamento, carrinho ou estrutura (kg)
Pmc = Peso Máximo da carga a ser transportada (kg)
N = Número de rodas ou rodízios
S = Coeficiente de segurança o valor do coeficiente de segurança S deve ser entre 1,0 a 2,0 dependendo das condições da aplicação.

Coeficiente de Segurança SCONDIÇÃO DE USO
1Carga praticamente estática
1,33Uso frequente, movimentações em pisos lisos
1,5Uso frequente, movimentações em pisos irregulares
2,0Uso severo, em velocidades acima de 10km/h onde com cargas sólidas ou líquidas, ou necessidade transpor obstáculos
CONDIÇÕES DO AMBIENTE
O segundo passo é avaliar as condições do ambiente de trabalho das rodas ou rodízios, tais como as temperaturas máximas e mínimas e a presença de produtos químicos que possam provocar contaminações.
Para auxiliar na escolha do material ideal para a roda, nas páginas 17 e 18 temos tabelas que mostram diversos tipos de produtos químicos e alguns dos materiais utilizados na fabricação dos produtos Schioppa.
Rodízios montados com garfos de aço inoxidável proporcionam excelente vida útil em ambientes úmidos e com produtos químicos agressivos.

CONDIÇÕES DO PISO
É fundamental fazer uma análise do tipo e das condições do piso, identificar as irregularidades da superfície e a presença de obstáculos. Deve se escolher à roda com o material mais adequado para não danificar o piso, e com resistência para suportar a agressividade da superfície, os choques e superar com facilidade os obstáculos. Para que o nível de ruídos e as vibrações durante as movimentações sejam menores, escolha rodas macias e rodízios com molas.

TIPOS DE ROLAGEM
Partimos agora para o terceiro passo que é escolher o tipo de rodagem ideal.
As rodas podem ser fornecidas com cinco tipos de rodagens, que exercem grande influência na sua performance. São elas: furo passante, bucha de nylon, bucha de bronze, rolamento de roletes e rolamento de esferas.
Para trabalhos com cargas leves e pouca movimentação, as rodas com furo passante ou bucha de nylon são as mais adequadas e proporcionam ótima relação de custo benefício. As com buchas de bronze devem ser utilizadas em condições de muita umidade ou temperaturas extremas.
Os rolamentos de roletes são indicados para cargas leves e médias, facilitam o manuseio dos equipamentos com tração manual e o seu custo é baixo.
Rolamentos de esferas proporcionam maior facilidade para movimentação em todas as faixas de cargas, maior resistência e durabilidade. Devem sempre ser utilizados nas rodas dos equipamentos sujeitos a usos mais severos, com tração mecânica e velocidades mais elevadas. São fornecidos com uma blindagem com graxeira para lubrificação, ou duas blindagens com lubrificação permanente. No caso de aplicações de alta severidade (velocidades e cargas muito elevadas) onde esforços radiais e axiais estão presentes, podemos fornecer sob consulta rodas com rolamentos de rolos cônicos.

DICA
Os principais fatores que contribuem para melhor facilidade de manuseio e ergonomia são a dureza do material da sua banda de rodagem e o seu diâmetro. Quanto mais duro for o material da banda de rodagem mais fácil será o seu giro, e quanto maior o seu diâmetro mais facilmente ela roda e supera os obstáculos.

ACESSÓRIOS
A Schioppa oferece uma linha completa de acessórios, que aumenta ainda mais a eficiência das rodas e dos rodízios.
Dependendo da necessidade, é recomendável o uso  de freios que bloqueiam a roda e o giro do cabeçote, guarda corpo para proteção dos pés ou que também servem para desobstruir a passagem, bloqueio de giro que direcionam o sentido de deslocamento do rodízio, e calotas que evitam a entrada de fios no cubo das rodas.
Os rodízios equipados com acessórios podem ter as suas dimensões principais alteradas e é importante prever no projeto do equipamento espaço suficiente para que eles girem livremente.


Precisou de rodízios? #NaKausbenTem

✔️ Rua Sete de Abril, Nº 601 - Petrópolis/RJ
📞 (24) 2231-6644
📱 WhatsApp: (24) 97402-4777

Fonte: Schioppa

terça-feira, 15 de maio de 2018

Veja a importância de utilizar EPI, confira alguns acidentes que os funcionários foram salvos por EPI

Muitos funcionários reclamam de terem que utilizar os Equipamentos de Proteção Individual (EPI), muitos por "atrapalharem" a sua movimentação normal, ou apenas por incomodarem mesmo.

Por isso este blog de hoje é dedicado à você para que entenda o quanto é importante para a sua vida utilizar EPI.

Homem é salvo pelo óculos de segurança!

Um operário americano viu de muito perto a sua vida ser ameaçada quando um disco de uma máquina de corte quebrou, estilhaçando e um pedaço atingindo o seu óculos de segurança.

O material de excelente qualidade conseguiu fazer o seu papel, proteger o trabalhador!

Daí a importância do uso dos EPI's... muitos nunca precisarão testar os seus equipamentos...mas quando são requisitados eles devem fazer o seu papel de proteger e salvar vidas!!!



Capacete salva vida de trabalhador – Tambor de cimento o atingiu com força (100kg).

Os restos do capacete de Leandro Alberto Moreira, 35 anos, pai de 2 crianças (10 e 12 anos), azulejista, é um lembrete da importância de se usar os EPIs (Equipamento de Proteção Individual). No dia 31 de outubro de 2011, trabalhando na cidade de Cascavel, foi atingido por um tambor adaptado para transportar cimento, de peso aproximado de 20kg, que estima-se que tenha atingido o trabalhador com peso equivalente de 100kg por motivo da queda. O capacete ficou seriamente danificado, e o trabalhador perdeu bastante sangue, mas não houve traumatismo craniano e foram necessários 30 pontos.

Se ele não estivesse usando o capacete, esta historia teria um final trágico e fatal.

Fatos como este devem ser sempre lembrados e contados.

Somente em Cascavel, no ano de 2011 houveram 28 acidentes de trabalho na construção civil, havendo 2 mortes e 2 trabalhadores ficaram paraplégicos. Por motivo dos acidentes de trabalho, sofrem: o trabalhador, a família e o empregador que perde um colaborador eficiente e ainda precisa pagar as indenizações.



Vale lembrar: Equipamentos de Segurança salvam vidas! É obrigação do empregador fornecer os EPIs, como é dever do trabalhador usá-los, sob pena de demissão por justa causa.




Use sempre os EPI's!!!

Os equipamentos de proteção individual (EPI) são regulamentados pela NR – 6, Norma Regulamentadora 6, do Ministério do Trabalho. Conforme essa Norma, “considera se EPI todo dispositivo ou produto de uso individual utilizado pelo trabalhador, destinado à proteção de riscos suscetíveis de ameaçar a segurança e saúde no trabalho”

Segundo a mesma NR, “compete ao SESMT (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho), ou à Comissão Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho – CIPA, nas empresas desobrigadas de manter o SESMT, recomendar ao empregador o EPI adequado ao risco existente em determinada atividade”. Nas empresas desobrigadas de constituir CIPA, cabe ao designado, mediante orientação de profissional tecnicamente habilitado, recomendar o EPI adequado à proteção do trabalhador”. A Constituição da República Federativa do Brasil, que é a Carta de leis que regem nossa vivencia dentro da Sociedade brasileira, traz em seu Art. 7º, item XXII: “redução dos riscos inerentes ao trabalho, por meio de normas de saúde, higiene e segurança; como um dos direitos de todo trabalhador”.




Precisou de EPI? #NaKausbenTem

✔️ Rua Sete de Abril, Nº 601 - Petrópolis/RJ
📞 (24) 2231-6644
📱 WhatsApp: (24) 97402-4777

terça-feira, 8 de maio de 2018

Cresce a participação das mulheres na indústria brasileira



A participação das mulheres no setor industrial cresceu 14,3% em 20 anos, conforme os dados do Ministério do Trabalho e Emprego, na indústria metal mecânica o número de vagas femininas cresceu para 37,3%.

No mercado de trabalho em geral, em 20 anos, a participação de mulheres cresceu 17% no período. Algumas atividades industriais ainda inibem a presença feminina por exigir requisitos como força física, porém, conforme os processos produtivos vão se automatizando, menos força física é preciso, o que propicia o aumento das mulheres trabalhadoras na indústria.

Essa tendência é constatada em ocupações predominantemente masculinas, como na indústria metal mecânica. No período pesquisado, a proporção de postos de trabalho ocupados por mulheres apresentou alta de 39,9% na metalurgia.

A dedicação, a organização e a atenção aos detalhes são os motivos apontados por especialistas como os grandes diferenciais femininos nas indústrias, isso têm levado o aumento na procura por trabalhadoras.

Em contrapartida o interesse das mulheres por ocupações industriais também tem crescido. Prova disso é o aumento significativo da procura delas por formação na área. De 2006 a 2015, a participação de mulheres em cursos técnicos do SENAI teve um crescimento de 65%.

Essa alta significativa do ingresso de mulheres em cursos técnicos industriais é fruto de diversas vantagens que o segmento oferta aos trabalhadores, como melhores salários e maior qualificação técnica. A procura por cursos do SENAI deve crescer nos próximos anos, sobretudo porque o Brasil terá de qualificar 13 milhões de trabalhadores em ocupações industriais nos níveis superior, técnico e de qualificação entre 2017 e 2020.

As vagas no setor metal mecânico estão entre as áreas que mais demandarão a formação profissional devido ao surgimento de novas tecnologias produtivas.


Precisando de produtos para a sua indústria? #NaKausbenTem

✔️ Rua Sete de Abril, Nº 601 - Petrópolis/RJ
📞 (24) 2231-6644
📱 WhatsApp: (24) 97402-4777


Fonte: Eurostec