terça-feira, 17 de outubro de 2017

ENTENDA O QUE FAZ UMA CHAVE CANHÃO

A chave de canhão é um modelo especial para colocação ou retirada de parafusos e porcas em locais de difícil acesso. Podem ser feitas com haste maciça ou tubular. Esta última facilita a retirada de porcas quando o parafuso é muito longo. Ela é chamada canhão porque a maneira com que guarda os parafusos e porcas para retirá-los parece a forma como um canhão guarda uma bala. Ela é muito útil para se ter em sua caixa de ferramentas, pois permite operar em locais de difícil acesso e onde os parafusos são embutidos. No modelo fabricado pela Gedore, a haste é feita em Aço Gedore-Vanadium e cabo em polipropileno. Além disso, a haste tem o acabamento niquelado e cromado. Ela é indicada para eletro-eletrônica e mecânica leve, principalmente em locais de difícil acesso.




Precisou de chave canhão? #NaKausbenTem




Fonte: Blog Gedore

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

SOQUETES DE IMPACTO – CUIDADOS IMPORTANTES


Fabricados em aço-liga especial de alta resistência mecânica, os soquetes de impacto Gedore são tratados termicamente a partir de equipamentos e processos de última geração. Suas dimensões estão baseadas na Norma DIN 3129, que especifica paredes robustas e encaixes concêntricos entre si. São indicados para trabalhos com máquinas pneumáticas, elétricas e multiplicadores de torque. O soquete de impacto requer necessariamente a utilização conjunta do pino e anel de segurança. A não observância desta orientação poderá expor o operador a acidentes.
Cuidados: 
• Manejar o soquete de acordo com o torque necessário para a realização do aperto ou desaperto, respeitando o limite máximo especificado;
• Observar a medida correta entre porca/parafuso e soquete evita o desgaste e a deformação das ferramentas;
• Utilizar somente acessórios de impacto;
• Não alterar as formas e dimensões gerais dos soquetes de impacto, pois, além de fragilizar o produto, provoca a perda da garantia;
• Não utilizar arames ou afins para prender o soquete no quadrado da máquina. Qualquer adaptação poderá resultar em acidente;
• Recomenda-se o uso do pino e anel de segurança originais Gedore, conforme a dimensão do soquete;
• Após o manuseio, aconselha-se a aplicação de uma fina camada de óleo protetivo para evitar oxidações.
Para sua segurança: 
Utilizar sempre pinos e anéis de segurança quando trabalhar com soquetes de impacto. Todo soquete de impacto possui furo passante para pino e rebaixo para o anel de segurança.


Precisou de ferramentas? #NaKausbenTem

Fonte: Blog da Gedore

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Primavera: tempo de cuidar do seu jardim!

A primavera já chegou e preparar o seu jardim para esta estação é essencial para que as plantas e flores fiquem ainda mais bonitas, pois durante o inverno, as plantas passam por um período de dormência e quase não se desenvolvem e por isso, é importante realizar algumas ações para que tudo volte a florescer.



Limpeza


A primeira coisa a se fazer é uma boa limpeza no local. Retire todos os restos de plantas, folhas caídas, galhos secos e brotos malformados.

É importante retirar também as ervas daninhas e neste momento ficar atento, pois nesta época, o calor e a chuva são propícios para elas.


Adubação


A melhor época para realizar a adubação é no mês de setembro, pois isso irá intensificar as floradas da primavera. De sempre preferência para adubo orgânico, que pode ser de farinha de osso, torta de mamona ou húmus de minhoca. Para adubar, revolva o solo e misture o adubo de acordo com a proporção indicada pelo fabricante.


Mudança


Caso queira mudar a posição das plantas, esta época é ideal pois a adaptação é perfeita. Faça um bom planejamento, pensando em cada lugar para cada planta, antes de retirá-las da terra.





Recuperação do gramado


Como o inverno é uma época mais úmida, durante a primavera é importante fazer uma aeração nos gramados, para ajudar na recuperação. Você pode utilizar uma sapatilha com pregos na sola, que podem ser encontradas em casa de jardinagem, por exemplo.

Corte do gramado


Cortar o gramado é muito importante, mas não apare a grama com menos de 2,5cm de altura, pois ela está sensível por causa do inverno e vai começar a se recuperar agora.

Fungos


Se perceber a presença de fungos é preciso combatê-los. Você pode perceber se as folhas estiverem esbranquiçadas ou com manchas pretas. Para resolver esta situação, aplique um fungicida.

Poda

O inverno é a época ideal para poda, para elevar a copa ou dar formato para as plantas. Mas se por acaso você não fez isso, então o melhor é não mexer mais.

Somente se tiver que fazer poda de limpeza, para retirar brotos ladrões que roubam a energia da planta.




Hora de regar


Se o tempo ainda estiver úmido, não é bom regar as suas plantas à noite. O ideal é fazer isso no período da manhã.



Mudas


Se optar por comprar novas plantas, o ideal é comprar mudas e não sementes. A primavera é a época de florada de algumas flores e se comprar mudas agora, que ainda estarão sem as flores, você pode comprar por um preço mais baixo.

Manter o jardim em ordem exige trabalho e dedicação, mas com poucos recursos, é possível manter ele sempre bem cuidado. Aproveite a sessão de Casa e Jardim da nossa loja, lá você poderá encontrar o que precisa para tornar esta tarefa mais leve! 



Precisou de ferramentas de jardinagem? #NaKausbenTem

Venha e confira!





Fonte: Blog Kennedy

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Martelinho de ouro: Saiba como essa técnica funciona

A técnica “martelinho de ouro” consiste em eliminar amassados na superfície de um veículo sem o uso de pinturas. Serve para reparo de pequenos amassados como arranhões, batidas leves ou chuva de granizo e, em alguns casos, para grandes estragos (contando que os danos não sejam profundos).



Quais são as vantagens do martelinho de ouro?

Embora esse serviço de reparo exija paciência e concentração, ele também atrai a atenção de diversos clientes devido à rapidez do reparo e baixo custo, comparado outros serviços prestados em uma oficina. Um exemplo na prática é que serviços de pintura e chapeação levam aproximadamente três dias para deixar o veículo pronto, enquanto o martelinho de ouro entrega o automóvel reparado em 1 hora ou menos (danos maiores levam um pouco mais que 1 hora).

A atenção dos proprietários de carros também se volta ao fato de que o reparo aos danos presentes no veículo não danifica sua pintura e textura original, nem implica na necessidade de troca da lataria.
Onde o martelinho de ouro não se aplica?

No geral, ele é mais indicado para pequenos amassados. Estragos maiores também podem ser eliminados com o martelinho de ouro, porém nem sempre essa será a melhor opção. Exemplo: carros com sofreram batidas e tiveram sua tintura danificada (nesses casos, também será necessário um serviço de funilaria e pintura). Outro exemplo é quando realmente há a necessidade de troca da lataria.

Quais outras ferramentas são usadas?

A técnica do martelinho de ouro é um trabalho artesanal que inclui diversas outras ferramentas para suporte do mecânico. Conheça a função de algumas delas:


Lixadeira Politriz Angular


Utilizada para polir automóveis, a lixadeira politriz possui rotação menor e, por isso, o profissional tem maior facilidade para pausá-la. A peça danificada precisa ser polida antes de iniciar o seu reparo. Também é usada para remoção de materiais deteriorados e preparação para revestimentos da lataria.


Soprador Térmico


Com a função de soprar ar quente, o soprador térmico atinge três estágios de temperatura dependendo da potência escolhida: 20 W: temperatura ambiente (soprador); 1.000 W: temperatura: 350ºC; 2.000 W: temperatura: 550ºC.

Ventosa (Chupetinha)



A ventosa possui nome popular de “chupetinha” e serve para ser utilizada com cola e repuxadeira para retirar amassados da lataria do automóvel. Possui tamanho pequeno, médio e grande.




Precisou de Martelinho de ouro ou outras ferramentas? #NaKausbenTem




Fonte: Blog Kennedy

terça-feira, 5 de setembro de 2017

Conheça a grande novidade da Dormer... A broca A002!

Olá leitores tudo bem?

Ontem em nossa loja tivemos a demostração de brocas da Dormer em nossa loja! E estava cheia de novidades, e uma delas foi a Broca A002 com a ponta revestida de Nitreto de Titânio para um desempenho maior e além disso com a ponta afiada em cruz. Quer conhecer mais sobre essa broca? Então continue aqui e descubra!


COBERTURA

TIN - Nitreto deTitânio na ponta para desempenho superior

EMBALAGEM

Caixas plásticas vermelhas para garantir o correto manuseio e conservação das peças.


BITOLAS

Em milímetro e polegadas


APLICAÇÃO

Aços em geral, Aços inoxidáveis, alumínio e outros metais.

PRODUTIVIDADE

De 2 a 3 vezes mais furos que as brocas tradicionais

TEMPO DE PROCESSO

Redução em mais de 50% de acordo com a aplicação


CUSTO X BENEFÍCIO

Custo por furo pelo menos 50% menor

PRECISÃO E ACABAMENTO

Afiação em cruz, reduz esforços de corte e melhora o acabamento do furo.








Precisou de brocas? #NaKausbenTem - Consulte vendedores.




Fonte: | Dormer | 


sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Como descobrir o tamanho da máquina da fechadura ideal para a sua porta e não errar na hora da instalação



Alguns detalhes estão tão presentes nas nossas vidas que nem nos damos conta de sua importância até precisarmos deles. É o caso da fechadura, que está presente em praticamente qualquer porta do mundo. Além de permitir que fiquem fechadas e não batam com a ação do vento, são essenciais para a segurança de residências e estabelecimentos comerciais. Mas ao contrário do que muitos podem pensar, fechaduras e portas são vendidas de formas distintas, e precisam ser instaladas posteriormente. Mas então, como saber que não errou na hora de comprar ambos os modelos?
Componentes internos da fechadura

Antes de mais nada é preciso compreender quais são as peças que compõem a parte interna da máquina da fechadura. São elas:

1. Lingueta: é a famosa tranca, acionada por meio da chave e responsável por impedir que qualquer um entre no local;

2. Trinco: acionado por meio da ação da maçaneta, é o que permite que a porta não fique batendo devido à ação do vento;

3. Testa: retângulo metálico que fica encaixado na parte externa da porta. É nele que temos as aberturas para a lingueta e para o trinco;

4. Cubo: espécie de buraco onde a maçaneta ficará encaixada;

5. Cilindro: local onde é inserida a entrada da chave.


Tamanho ideal


Agora que você já conhece os componentes internos, lembre-se que será preciso colocar toda a máquina da fechadura na parte interna da porta escolhida. E para isso as medidas devem bater, correto? Como no Brasil não temos que lidar com invernos rigorosos as portas não costumam ser tão grossas quanto as encontradas na Europa, por exemplo. Aqui, as portas de madeira costumam utilizar fechaduras com as seguintes medidas: 40 mm, 45 mm e 55 mm. E se a sua preocupação for com a segurança, saiba que quanto maior for o seu tamanho menor será o risco de arrombamento.
Como não errar na instalação da fechadura

Na hora de instalar a máquina de fechadura na porta alguns cuidados devem ser tomados. Em primeiro lugar é preciso ter muita atenção ao trabalho que está sendo feito, já que pequenos erros podem interferir muito no resultado final. O primeiro passo é ver como o trinco ficará posicionado, para em seguida fazer as marcações com lápis ou giz não só na porta, mas também no batente.

Em seguida é preciso criar o espaço onde ficará embutido o corpo da fechadura. Para isso é preciso fazer dois furos nas extremidades delimitadas anteriormente para depois abrir uma espécie de buraco entre eles. Retire o excesso de madeira com um formão até que a fechadura consiga ser colocada perfeitamente.

Da mesma forma que você fez a marcação anteriormente, repita o processo para delimitar a área do cilindro. Uma boa ideia é fazer o desenho do tambor, que deve ser apoiado na parte externa da porta. Só então faça a perfuração e comece a prender a fechadura e a maçaneta com seus devidos parafusos.

Mas calma, faltou abrir o espaço no batente da porta! Afinal, a lingueta e o trinco devem ficar em algum lugar, certo? Mais uma vez será necessário marcar os locais que serão furados, e você deve delimitá-los com a ajuda da contra testa da fechadura. Faça os furos necessários e deixe os detalhes com a broca ou o formão. Depois é só fixar tudo no seu devido lugar e você terá uma fechadura instalada por você!



Precisou de Fechaduras? #NaKausbenTem




Fonte: | Leroy Merlin |

terça-feira, 29 de agosto de 2017

Tulhas para uma casa bem organizada

Os dias de roupa suja, espalhadas pelo chão de casa, estão contados – a Masutti Copat adiciona a sua coleção de soluções para o lar uma alternativa eficiente na missão de agregar ordem e praticidade à rotina doméstica: a tulha versátil.


O utilitário está disponível em duas versões: a equipada com corrediça telescópica pode ser instalada no interior dos armários e balcões com qualquer medida entre 364 mm e 570 mm – ou seja, com alta compatibilidade, que permite a aplicação do produto também no interior de móveis já prontos e em uso. Graças ao sistema de corrediças, o acessório pode ser movimentado para dentro e fora do móvel – inclusive com a possibilidade de extração total, facilitando o transporte das roupas na hora da lavagem.
O outro modelo está disponível sem o mecanismo de movimento – com a vantagem de dispensar qualquer procedimento de instalação, além da ampla mobilidade no momento da escolha de sua localização.  Confeccionada em tecido 100% poliéster, a tulha pode ser facilmente higienizada. Seus aramados têm acabamento cromado.

Cinco motivos para ter uma tulha versátil
1- O acessório ajuda a manter a organização na lavanderia, área de serviço ou banheiro
2- A tulha acomoda as roupas sujas de forma ordenada e discreta até o momento da lavagem
3- O produto otimiza o aproveitamento da área interna de móveis como armários e balcões
4- Você pode movimentá-la com facilidade pelos cômodos da casa, ganhando em funcionalidade.
5- A tulha é ideal para agregar funcionalidade à rotina dos afazeres domésticos.

Assista ao video do produto:



Precisou de Tulhas? #NaKausbenTem


Fonte: Masutti Copat